Colecionador de títulos

 

Colecionador de títulos

         Para o treinador que participou de grande parte desta história vencedora Adenilton Caíres Coelho “Nil” as maiores goleadas foram: o inesquecível 21 x 0 na Lagoa, os 9 x 0 contra o Estrela Vermelha, como também 7 x 2 na Placa sem esquecer 4 x 0 no União e 5 x 0 no Barcelona, e que as maiores derrotas foram 3 x 0 para a Placa e 4 x 2 para o Barcelona.

           Em seu entender os jogos inesquecíveis foram os 4 x 2 na final de 1992 contra o Barcelona, e os 4 x 0 em casa contra o União, sendo o jogo no Riacho das Pedras, sede do União houve também um 3 x 2 no Conquista em pleno Edivaldo Flores campo do Conquista.

           Não esquece também a final de 1999 com os 3 x 0 sobre a Placa, o mesmo placar sobre o União na final de 2000 e o 1 x 0 na seleção de Piatã, como também as grandes conquistas como ser o maior vencedor do campeonato de futebol barrestivense como também do futsal. E cita derrotas a final de 1996 nos pênaltis para o União e os 4 x 2 para o Barcelona na semi – final de 1998.

         Dentre os amistosos principais ele cita também o 3 x 2 no conquista, 3 x 1 na seleção de jussiape ambas em casa dos adversários, como também o 1 x 1 com o Judão jogo em que Bi não assinou a sumúla.

         Entre os treinadores que fizeram parte da grande história vencedora do Benfica ele cita ele próprio, Juracy, Gilson Perninha, Everaldo, Willian, Dilsinho e outros.

         Como também os jogadores que fizeram parte desta grande trajetória os quais foram: Os goleiros Genivaldo, Nil adobão, Valzinho e Ademar, os laterais Zezeca, Evaldo, Anselmo, e Xande e os zagueiros: Gilmar, Dedéu, e Brogoió, no meio de campo: Ba, Dilsinho, Messias, Batatinha, Paulo, Galego, Valmizinho, Wellington e Batista, e os atacantes: Bar de Pedro, Fernando, Bi, Delei, Eduardo, Fabiano e Rael. E os principais jogadores foram Dedéu e Ba.

           Não poderia esquecer de Galego autor de seis gols nos históricos 21 x 0 em 1992, como também de Fernando o maior artilheiro de todos os tempos.

         Por fim finaliza escalando a seleção do Benfica, os melhores de todos os tempos foram: Genivaldo, Zezeca, Gilmar, Dedéu, e Dilsinho, Ba, Messias e Valmizinho, Bi, Delei e Ba de Pedro com menção honrosa a Fernando o maior artilheiro e o contador Adenilton Caíres reconhece Dedéu e Ba como os dois maiores ídolos da torcida azul.